filme indiano girl power

Eu sempre procuro de tempos em tempos assistir filmes que vão além de Hollywood. E Queen foi um desses filmes que descobri nessa procura. Apesar de torcemos o nariz para os filmes indianos, Bollywood está surpreendendo.


Depois de assistir diversos filmes indianos, eu ouso dizer que a qualidade de imagem, fotografia e som seja tão bom quanto dos americanos (tirando os efeitos especiais). A única barreira que temos que ultrapassar é da cultura. Afinal, a cultura indiana tem suas peculiaridades.


Queen conta a história de Rani, a típica mulher retratada em filmes orientais: indefesa, dependente e inocente, que por uma decepção amorosa, reúne forças para quebrar barreiras culturais e se descobrir como mulher empoderada. Pode até parecer clichê essa transformação, mas é feita de maneira tão sutil e real, que acabamos nos identificando com as questões da personagem em diferentes partes da história.


Acho que foi o primeiro filme em que vejo essa transformação tão bem estruturada e o primeiro de Bollywood com essa pegada feminista. A gente sofre, se irrita e se transforma junto. No final, precisamos daquele tempo básico para assimilar todos os sentimentos. Levamos o filme conosco por um tempinho.

Claro que nessa transformação Rani tem ajuda. E outra personagem que não podemos deixar de fora é a Vijayalakshmi. Totalmente o oposto de Rani e de tudo que se espera que uma mulher seja. É daquelas garotas, que pelo menos eu, sinto vontade de ser igual e ter a mesma coragem.


Apesar de ter uma mensagem muito boa, é daqueles filmes girl power que aquece o coração. É leve, fofo e empoderado (sim, pode existir fofura e empoderamento juntos ;D). Ótima dica para um domingo a tarde de preguiça.

Não quero entrar em questões técnicas. Apesar do baixo orçamento, ele não deixa a desejar em momento nenhum. O roteiro é muito bem feito, aliás, parabéns ao roteirista que conseguiu construir tão bem os personagens. Tanto a escolha dos planos como a fotografia estão ótimos. Só pelo roteiro já vale assistir.


Assista ao trailer e bora lá na Netflix dar o play!

Sinopse oficial: Rani é abandonada por seu noivo dois dias antes de seu casamento, quando ele sente que ela é muito puritana para ele. O casal tinha planos de ir para Paris e Amsterdã para sua lua de mel. Rani decide fazer a viagem sozinha. Sozinha em um lugar desconhecido e longe de sua cultura, ela acaba conhecendo pessoas, vivendo novas experiências e revivendo a mulher em si mesma.